José Cid est un chanteur de variété, pianiste et compositeur portugais, surnommé « le Elton John portugais », qui a marqué la fin des années 70 et les années 80 par quelques belles chansons : O Meu piano (chanson qui l’a fait connaître), Na cabana junto à praia, Um grande, grande amor (avec laquelle il remporta le Festival RTP de la chanson 1980), O fado de Nossa Senhora, Junto a lareira et, Portuguesa bonita, une ritournelle légère et indémodable qui vante le charme et la beauté de la femme portugaise, région par région..

Nasceu no Sul, é mais castiça e mais morena,
Gosta de fado, vai ver os toiros na arena.
Mas as do centro são as mais raianas,
O doce olhar, o sorriso das tricanas.
E as do Norte são mais claras, de pele branca,
São muito alegres, muito simples, muito francas.
Onde vais, portuguesa bonita,
Volta atrás, vem escutar a canção,
E essa capa com fitas de prata,
É que alegra e mata o meu coração.
E o sorriso com que tu me encantas,
Dá vida e aquece a minha ilusão.
As da Madeira são tão lindas como as flores,
E a natureza favorece as dos Açores.
Mas a que vivem longe da terra natal,
Têm alguém que as canta em Portugal.
Por todas tenho muito amor, muita ternura,
No meu caminho ficou sempre uma aventura.
Onde vais, portuguesa bonita,
Volta atrás, vem escutar a canção,
E essa capa com fitas de prata,
É que alegra e mata o meu coração.
E o sorriso com que tu me encantas,
Dá vida e aquece a minha ilusão.
São os amores que eu já vivi na minha vida,
Mais um adeus, mais um regresso, a despedida.
Sou saltimbanco, vou de terra em tera,
E a todos levo mais um sonho, uma quimera.
Já corri mundo, mas fiquei com a certeza
de que a mais meiga é mulher portuguesa.
Onde vais, portuguesa bonita,
Volta atrás, vem escutar a canção,
E essa capa com fitas de prata,
É que alegra e mata o meu coração.
E o sorriso com que tu me encantas,
Dá vida e aquece a minha ilusão.
Nasceu no Sul, é mais castiça e mais morena,
Gosta de fado, vai ver os toiros na arena.
Mas as do centro são as mais raianas,
O doce olhar, o sorriso das tricanas.
E as do Norte são mais claras, de pele branca,
São muito alegres, muito simples, muito francas.
Onde vais, portuguesa bonita,
Volta atrás, vem escutar a canção,
E essa capa com fitas de prata,
É que alegra e mata o meu coração.
E o sorriso com que tu me encantas,
Dá vida e aquece a minha ilusão.
Onde vais, portuguesa bonita,
Volta atrás, vem escutar a canção,
E essa capa com fitas de prata,
É que alegra e mata o meu coração.
E o sorriso com que tu me encantas,
Dá vida e aquece a minha ilusão.